blog

Mula Preta agita a Upper Gabriel com o lançamento da mesa de xadrez Cambito

Bom humor, design ousado e caráter lúdico, componentes marcantes nas criações do estúdio Mula Preta, se unem no mais novo lançamento da marca: a mesa de xadrez Cambito. Feito de fibra de vidro, o móvel monolítico segue um traçado contínuo, que dá forma ao tampo e aos bancos para acomodar os jogadores. As faixas pretas e brancas acentuam o efeito gráfico e escultural da peça e, ao se encontrarem, desenham o quadriculado do tabuleiro. 

 

A mesa de xadrez Cambito | Foto: Ale Moreira

 

Apaixonados por xadrez desde a infância, o designer André Gurgel e o arquiteto Felipe Bezerra, fundadores do Mula Preta, quiseram tornar as peças do jogo autoexplicativas. Por isso, rei, rainha, torres, bispos, cavalos e peões, feitos de blocos de madeira, trazem entalhadas as direções dos movimentos que cada um pode fazer durante uma partida. 

 

A mesa de xadrez Cambito e outros lançamentos | Foto: Ale Moreira

 

A escolha do nome da mesa tem uma história ótima: “Fizemos uma brincadeira entre a palavra cambito, que significa ‘perna fina’ e faz referência ao perfil delgado da peça, e gambito, a jogada de xadrez agora famosa graças à minissérie O Gambito da Rainha”, conta André. Lançada na DW!, a Cambito entra para o portfólio de mesas de jogos do Mula Preta, que já conta com o pebolim Pulse, o modelo de sinuca Di Trento e o de pingue-pongue Ping x Pong. “Aproveitamos a Semana de Design para trazer uma novidade conceitual e com a nossa identidade”, completa André.

 

O designer André Gurgel e o arquiteto Felipe Bezerra, fundadores do Mula Preta e Lauro Andrade, idealizador da DW! | Foto: Ale Moreira

 

Mas ainda tem mais: durante a DW!, o Mula Preta também apresentou a estante Tropicália, exposta numa instalação do lado de fora do showroom da marca, localizado no trecho da al. Gabriel entre as avenidas Brasil e Rebouças, apelidado de Upper Gabriel. 

 

A mesa Totó | Foto: Ale Moreira

 

O móvel supercolorido chamou a atenção de pedestres e motoristas curiosos. Trata-se de uma peça componível, feita de aço-carbono, com partes unidas por meio de ímãs, o que permite a montagem em diferentes configurações. Dentro da loja, destacavam-se ainda a caixa de som bluetooth Apito, que passa a dispor de uma tecnologia desenvolvida especialmente para ela, e o sofá modular Jangada — uma amostra de como o catálogo do estúdio é eclético e abriga soluções para a casa inteira.

 

Mesa de sinuca criada pelo estúdio Mula Preta | Foto: Ale Moreira

 

Fundado em 2012, em Natal, RN, o Mula Preta nasceu da afinidade criativa entre André e Felipe e do desejo de valorizar a cultura nordestina no universo do design. Diversas peças da dupla, como o mancebo Mandacaru e a poltrona Duna, reverenciam elementos regionais. O próprio nome do estúdio é uma homenagem ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga, autor da Moda da Mula Preta. Primeiro endereço da marca para receber o público consumidor final, o showroom da Upper Gabriel foi inagurado na DW! 2020.  

Saiba mais em mulapreta.com

Compartilhar

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DW! Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.