blog

MOSTRA CASA SAUDÁVEL APRESENTA AMBIENTES FOCADOS EM BEM-ESTAR

Muito se estuda sobre os conceitos de sustentabilidade, mas e sobre “saudabilidade”? Para fomentar o tema e reforçar que não é necessário renunciar ao design, funcionalidade ou gastar muito para ter uma casa saudável – ou seja, baseada em conceitos de “saudabilidade” -, a HBC concebeu a 1ª edição da Mostra Casa Saudável. São 17 ambientes, dispostos em 3 pavimentos de um casarão de 600 m2, que podem ser visitados durante a DW! no bairro de Pinheiros. 

O fundador e diretor global da Healthy Building Certificate (HBC), Allan Lopes, explica que a diferença entre uma casa saudável e uma sustentável é o que está no foco. “Os dois são fundamentais e deveriam andar juntos o tempo inteiro. Mas, na sustentável, a questão é o impacto que gera sobre o planeta; na saudável, são as consequências causadas no ser humano que está usando aquele espaço”.

E para contribuir com a saúde e elevar todos os níveis de bem-estar de quem vive numa moradia, muitos fatores estão em jogo: desde a propriedade dos materiais utilizados na construção, qualidade do ar, nível de ondas eletromagnéticas, composição e origem dos móveis escolhidos, ventilação e iluminação, presença de plantas e muitas outras determinantes. 

 

QUARTO COM HOME OFFICE criado pelo arquiteto Bruno Moraes | Foto: Divulgação

 

Um exemplo de um dos prejuízos que podem ser causados à saúde e bem-estar de quem vive em um ambiente que não está de acordo com as regras estabelecidas pela HBC: “Irritabilidade, insônia e dor de cabeça geradas por conta de excesso de ondas eletromagnéticas, em toda a casa e principalmente muito próximas à cama”, explica Allan Lopes.

E, pasmem, até a dificuldade de um casal para ter filhos pode estar relacionada ao tipo de materiais que compõem a construção da casa onde moram. “A tubulação de hidráulica, se não possuir um filtro, pode liberar toxinas que interferem na fertilidade”, afirma o arquiteto Bruno Moraes, que assina o Quarto com Home Office. Um dos ambientes da mostra, o espaço apresenta soluções como uma estante feita do reaproveitamento de uma estrutura metálica que viraria entulho e uma mesa de trabalho que regula a altura permitindo alternar entre períodos em pé e sentado. 

 

QUARTO CICLO CIRCADIANO assinado pelos arquitetos Manoel Sodré Veiga e Márcio Casado | Foto: Divulgação

 

O dormitório que leva a assinatura dos arquitetos Manoel Sodré Veiga e Márcio Casado (CEO da Healthy Building Certificate), o Quarto Ciclo Circadiano, aposta em uma janela automatizada que permite a entrada dos raios solares de forma controlada e sem excesso para não esquentar demais o ambiente. Um filtro de ar garante qualidade do ar com ionização e as plantas mantêm o ar úmido e saudável. 

 

COZINHA SAUDÁVEL assinada pela arquiteta Tânia Fróes | Foto: Divulgação

 

Na Cozinha Saudável, executada pela arquiteta Tânia Fróes, as propostas vão de bancadas livres de radioatividade, filtragem de água com a retirada de elementos nocivos, particulados e contaminantes como metais pesados e bactérias, redução no consumo de água e energia a sugestões de panelas e utensílios de aço cirúrgico, vidro, cerâmica, aço inoxidável, ferro fundido, barro e pedra (que não são cancerígenos).   

 

QUARTO MAMÃE BEBÊ assinado pela arquiteta Adriana Palermo | Foto: Divulgação

 

O que mais você pode conferir na Mostra Casa Saudável que faz jus ao seu nome? Entre muitas escolhas feitas pelos arquitetos que projetaram os espaços, há ainda sugestões de design biofílico – que tem a função de criar ambientes naturais e trazê-los à construção pelo homem a fim de melhorar a saúde e o bem-estar.

É o caso do Jardim Saudável, do escritório Toni Backes Paisagismo, integrado por Gabriela Pizzetti e Grace Jahnel, e Maria Fernanda Marques Paisagismo, que setorizou áreas para descanso, lazer, diversão, contemplação, produção intelectual, exercício físico e utilização de pisos drenantes. Assinado pelas arquitetas Bia Rafaelli Casaccia, Débora Lefevre e Ornella Lenci, o Coworking Biofilico também tem este conceito e foi projetado para propiciar troca, networking e trabalho em equipe.

Desenvolvido pelo paisagista Mário Sérgio Soléo Scalambrino, o espaço Teto Verde retirou telhas de amianto e reaproveitou o madeiramento original para a execução de um deck. São apenas alguns bons exemplos de uma vida saudável.

Segundo Allan Lopes, abolir o uso de produtos tóxicos para a construção, ter um ambiente iluminado durante o dia e completamente escuro no tempo noturno, mitigar os ruídos que possam atrapalhar o sono e dar preferência para o uso de móveis que não levem usos de colas e vernizes tóxicos em sua composição podem ser o começo de um caminho a ser trilhado em busca do espaço ideal.

 

A 1ª edição da Mostra Casa Saudável fica na A. Pedroso de Morais, 2188. Visite até 07 de novembro, das 13h às 20h com horário agendado. Mais informações em mostracasasaudavel.com.br.

Compartilhar

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DW! Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.