Fuorisalone Digital 2020: o evento virtual da Semana de Design de Milão

O design não pode parar. Em tempos difíceis, é preciso explorar novos territórios, se adequar, testar novos conceitos, rever métodos, repensar, fazer novas proposições. Um exemplo disso, é a criação de novos dispositivos de segurança capazes de delinear novos métodos de coexistência e os diversos móveis multifuncionais criados neste período.


Unusual living rooms uma proposta para ambientes interiores fantásticos por Fornasetti. São cinco salas que receberam os nomes de leopardo, facciata quattrocentesca, malaquita, soli a ventaglio e solitario.

E como ficam os festivais de design nesse contexto? Eles estão apostando em tecnologias digitais que possibilitam as trocas, conexões e conversas sem a necessidade de deslocamento físico. Portanto, ao invés de cancelamentos, o que estamos vendo é o início de uma era que abre horizontes para um design cada vez mais conectado. E é assim que o Fuorisalone a Milan Design Week estão respondendo à emergência com formatos inovadores.

No programa, que acontece de 15 a 21 de junho, o Fuorisalone será online. Participam 300 empresas e designers oferecendo mais de 30 horas de palestras ao vivo, mais de 200 vídeos sob demanda e 25 webinars.

COMO APROVEITAR A PROGRAMAÇÃO?

Fuorisalone TV: plataforma de streaming de vídeo com quatro atrações diárias de 15 a 21 de junho. Uma dos programas, o Il senso del Design, acontece às 14h30 trazendo entrevistas com designers e arquitetos. Documentários como AboutCambio – Formafantasma, Mio padre Franco Albini e Dimmi di Vico também estão disponíveis gratuitamente na plataforma 

Fuorisalone Meets: é a plataforma de seminários e apresentações online. Mais de 30 webinars estão programados durante o festival.

Fuorisalone Japan: plataforma web dedicada ao Japão.

Brera Design District: o distrito lança uma nova plataforma de comunicação e também prepara um novo evento em setembro, destinado a envolver os showrooms e os locais mais representativos do distrito, combinando a experiência da Brera Design Week com a dos Design Days.

Design Present: a presença do design francês em Milão

Belgium is Design: no site, é possível descobrir designers e produtos belgas que estariam presentes na Fuorisalone e os nove jovens designers que estariam no Salone Satellite.

Tortona Rocks # 5: um projeto da Milano Space Makers, que leva a um passeio pelo mundo do design, sem entrar nos espaços pós-industriais do Opificio 31 e na arquitetura reconstruída no distrito de Tortona. A alternativa deste ano é uma edição em cápsula – DESIGN THROUGH – que permite aos visitantes experimentar digitalmente muitos temas significativos que estimulam a discussão sobre o design contemporâneo.

Isola Goes Digital: apresentado pela Isola Design District, o site é dividido em quatro seções: Comunidade Isola Design, Isola Design Magazine, Isola Design District, Isola Digital District, Isola Virtual Locations. Uma verdadeira versão digital do distrito de Isola, com conteúdo, exposições de realidade virtual, eventos de transmissão ao vivo e webinars.

E O BRASIL?


O Brasil está presente na exposição digital 2020 ART DESIGN, com curadoria de Paola Colombari com a colaboração de Neia Paz. O designer paranaense Ronald Sasson apresenta os novos assentos de escultura Chair Fluid Wood 1, 2, 3 em contraplacado laminado. Sergio J. Matos lança o banco Nós e a mesa Banzeiro, as peças são uma valorização do artesanato brasileiro e foram inspiradas nas águas dos rios da Amazônia. O escultor e designer catarinense Juliano Guidi expõe uma mesa, uma chaise-longue e uma poltrona de imbuia, homenagens à natureza. Já o artista plástico paulistano Alê Jordão, conhecido pela sua genialidade eclética, exibe a luminária Neon Balls +t.

O FUTURO DO FESTIVAL É DIGITAL?

A pandemia forçou a comunidade de designers a apresentar diferentes alternativas para diversos problemas em um período muito curto de tempo. No caso da Milan Design Week, está claro que o lado físico do evento será perdido, mas ter todo o conteúdo disponível on-line dará a todos a chance de aprofundamento, sem a pressa de espremer tudo em cinco dias. Também possibilita alcançar um número bem maior de pessoas e por um maior período de tempo.

O formato digital já existia como um complemento para eventos presenciais e continuará existindo. O que aconteceu foi uma necessidade de migração mais rápida, com produção de conteúdo mais diversificada, sofisticada e imersiva. Isso marca o início de uma nova era, onde o acesso a eventos de design é facilitado e, finalmente, mais democrático!

Compartilhar

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp