Em casa com Lorena Lima

Contéudo_ é media partner exclusiva da DW! 2020. Isso significa que as notícias, novidades e atrações presenciais e digitais serão entregues para um número muito maior de pessoas através da divulgação mútua nas mídias digitais da DW! + Conteúdo_ + influenciadores partners. @casadachris@homeluxo e @decoreinteriores estarão em campo durante todo o evento para conferir as novidades e lançamentos, transmitir informações em tempo real e divulgar as melhores atrações.

Lorena Lima é designer de interiores e digital influencer. Considerados os maiores perfis da América Latina no segmento de arquitetura e decoração, atrai, além de renomados profissionais que aparecem constantemente em sua galeria, um público jovem interessado em expandir seu conhecimento no mercado de decoração e arquitetura.


Lorena, de onde vem seu amor por interiores?

Desde a infância eu me via trabalhando com algo relacionado a arquitetura e interiores. Esse desejo nasceu a partir de um jogo eletrônico chamado “The Sims” onde o principal objetivo é simular o dia a dia das pessoas, mas eu entrava no jogo muito mais para criar as casas e vê-las se desenvolvendo do que pela interação em si. Conforme o tempo foi passando me conectei ainda mais com a área, anos antes de me formar (ainda com 15 anos) fundei o Decor Criative onde a ideia era compartilhar com as pessoas o mais bonito desse mundo através da arquitetura e interiores.


Além de criadora de conteúdo no Instagram, você também é designer de interiores Como você descreve seu trabalho hoje?

Leveza. O Instagram foi um divisor de águas na minha vida. Cresci e aprendi muito com as oportunidades que ele me trouxe durante esses 5 anos. Alinhar os dois trabalhos exige muita organização e dedicação, afinal são entregas para públicos diferentes, os profissionais e admiradores da área e o público final (meus clientes). Mas eu como uma boa taurina com ascendente em virgem tenho a determinação e a vontade de fazer as coisas acontecerem a meu favor. Então levo tudo isso de uma forma leve.

Conte-nos sobre sua história no Instagram: você planejou criar uma grande comunidade na rede?

Sim, aos 15 anos tive a ideia de fundar o @decorcriative, só não imaginava a força que ele tomaria em tão pouco tempo. Antes do Decorcriative eu tive um instagram de moda, mas não era muito minha “área” rs. Como já sabia que queria trabalhar com Design de Interiores decidi começar do zero com um novo propósito, mostrar para as pessoas que a arquitetura pode ser acessível para todos.
Na época o Instagram estava no auge, então isso me ajudou muito a levantar essa comunidade e alcançarmos a marca de 1 milhão antes de um ano de criação. Foi um marco na minha vida! Meses depois criei o @decoreinteriores, onde a proposta também foi aproximar as pessoas, porém voltado para o lado de interiores e produção de ambiente. Hoje os dois somam 3.5m milhões de admiradores.

A força da comunidade de interiores no Instagram é surpreendente, por que você acha que ela se tornou tão grande na plataforma?

Todos os profissionais ganharam visibilidade nas mídias sociais. Mas aqueles que souberam usar as mídias a seu favor com conteúdo e informação de qualidade se destacou ainda mais. Tendo mais acesso a informações as pessoas conseguiram entender a diferença de um arquiteto para um designer de interiores e identificar qual atendia melhor a sua demanda. O papel das mídias sociais nesse momento foi da visibilidade e passar informação.

Existe alguma história curiosa que aconteceu no Instagram?

Em 2014 resolvi fazer uma viagem com 4 amigas, pela primeira vez sem nenhum adulto. Nesse ano o @decorcriative já tinha um grande potencial.
Durante essa viagem nos deparamos com uma situação muito constrangedora. Ao almoçar em uma rede de restaurante bem famoso encontramos uma barata no prato. Os funcionários do restaurante fizeram pouca questão, afinal éramos “crianças”.
Logo me veio na cabeça postar no Instagram e contar para as pessoas o que estava acontecendo. E foi nesse momento que eu percebi a força que o Instagram tinha. Imediatamente os seguidores comentaram e foram no Instagram da empresa cobrar uma resposta. Em menos de 5 minutos do post feito, um dos sócios entrou em contato pedindo para marcamos uma reunião.
Conhecemos nesse dia toda a equipe e gerência do restaurante, tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis. No final, deu tudo certo, mas o post continua no meu Instagram até hoje. Foi aí que eu percebi que eu tinha o mundo nas mãos.

O Instagram pode consumir muito do nosso tempo sem mesmo nos darmos conta disso. Como é sua relação com a rede? Como você equilibra períodos de conexão com os períodos off line, essenciais para que você mantenha conteúdo interessante e atrativo em seu perfil?

De 1 ano para cá tenho me policiado muito a essa questão do consumo. Afinal se não cuidarmos da nossa saúde física e mental nada do que produzimos terá tanta qualidade. Com a função de relatório de tempo de consumo eu tenho mais controle das redes que mais passo tempo. Assim consigo diferenciar se aquele tempo tem sido útil ou não.

Tenho meus horários e dias certos para produzir, estudar, montar e soltar os conteúdos. Dessa forma alimentando sempre as redes com boas informações, mas sem perder a qualidade de vida.


Onde você busca inspiração para seu trabalho no dia a dia?

Na natureza. Sou totalmente conectada a natureza, principalmente através da água. O barulho da água é poesia para os meus ouvidos. Principalmente nos dias de chuva. As cores terrosas com o verde me trazem sensação de leveza. A união da natureza com o interiores me desperta os melhores sentimentos. E é através deles que desenvolvo os meus projetos.

Você tem algum conselho para alguém crescer uma conta no Instagram?

Autenticidade. Nenhuma rede social é receita de bolo. Não existe isso de “crescer conta”. Afinal, qual o objetivo disso? Somente números? Ou reconhecimento pelo bom trabalho desenvolvido? Eu prefiro ser reconhecida pela entrega que faço, do que pelo número de pessoas que me seguem.


Algumas perguntas rápidas: 

Qual é o seu cômodo favorito em sua casa e por quê?


Sala de estar. Através das portas de vidro do chão ao teto eu me conecto totalmente com a área externa.

Quais tendências de interiores devemos observar em 2021?

O uso de mobiliários soltos ao invés de móveis sob medida. Isso facilita mudarmos totalmente o layout do ambiente de uma forma mais prática. Com espaços cada vez menores, os mobiliários compactos podem ser uma grande aposta principalmente no Brasil.

Você pode recomendar algumas das suas contas favoritas do Instagram?

@beautifuldestinations e @baliinteriors.


Qual sua última obsessão em interiores e decoração?

Não tenho uma peça específica. Mas tenho me atraído por mobiliários e peças com formas orgânicas e pontas arredondadas.

Leia também a entrevista com Chris Campos e anote na agenda: a DW! acontece de 08 a 14 de novembro de 2020. Siga @designweekendsp no Instagram e acompanhe as novidades. Para ver a programação do Esquenta DW!, clique aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp