blog

By Kamy faz exposição de tapetes em homenagem à designer Adriana Adam

Manter vivo o legado da designer Adriana Adam é um dos propósitos da nova série de tapetes desenvolvida pela By Kamy e reunida na mostra Design & Paixões: Adriana Adam. Nascida em Bucareste, na Romênia, Adriana viveu em São Paulo desde a infância até sua morte, em 2014, e teve uma atuação pioneira no design brasileiro. Sempre em busca de descobrir novos talentos, ela foi uma das responsáveis por revelar o trabalho de Fernando e Humberto Campana para o mundo. A famosa exposição das cadeiras de metal soldado Desconfortáveis, em 1989, aconteceu na galeria fundada por Adriana, a Nucleon 8. 

 

Os tapetes ARCH e Maria-Mole realizados por Rodrigo Grauncke especialmente para a DW! | Fotos: Ale Moreira

 

O curador da mostra da By Kamy, o arquiteto e jornalista Marcelo Lima, estudou a trajetória da designer e identificou cinco momentos fundamentais, que foram transformados em temas para a criação. Marcelo também tratou de selecionar designers jovens e promissores, assim como fazia Adriana, e entregou a eles a missão de concretizar as cinco fases em tapetes e tapeçarias. 

 

As tapeçarias Sirena e Pesce por Kiko Maldonado | Foto: Ale Moreira

 

Na interpretação do gaúcho Rodrigo Grauncke, os anos em que Adriana trabalhou em uma empresa de mobiliário, nos anos 1970 e no início dos 1980 — os mais experimentais da designer — deram origem aos tapetes Maria Mole, tufados a mão na Índia, nas cores amarelo e azul, e ao modelo Arch, inspirado nos pórticos e janelas em arco, típicos dos anos 1980. Já o paulista Luiz Antonio Azzolino ficou com os anos Nucleon 8, galeria na qual Adriana exaltava o design nacional. Essa fase arrojada serviu de base para o tapete Tella, composto de dois tapetes Revolution sobrepostos, um liso com recortes e outros estampado.

 

Tapete Vitrô por Lucas Lima | Foto: Ale Moreira

 

O período em que Adriana comandou uma empresa de luminárias foi abordado pelo designer Lucas Lima no tapete Vitrô. Ele se baseou no efeito da luz azulada emitida pelas TVs vista através de um vidro canelado, como acontece quando observamos as janelas dos vizinhos. Da época em que a designer teve uma fábrica de resinas para piso nasceram os tapetes Platibandas, Olho D’Água e Milagres. O autor das peças, o designer alemão Henning Kunow, trabalhou com Adriana por alguns meses nessa empresa. Por fim, o designer Kiko Maldonado, diretor de arte da By Kamy Verde, que faz o upcycling das sobras de tapetes da marca, assina as tapeçarias Sirena e Pesce, uma referência à amizade e à troca de experiências entre Adriana e o designer italiano Gaetano Pesce.   

 

Saiba mais sobre as peças da coleção em bykamy.com.br.

 

Compartilhar

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.