Matérias
Escritórios do futuro

Escritórios do futuro

Empresas que oferecem aos seus funcionários diferentes espaços para cada tarefa exercida estão antenadas com as últimas tendências para escritórios. Estudos sinalizam mudanças no layout corporativo e também indicam que as tradicionais salas de reunião estão com os dias contados.

Uma pesquisa conduzida pela Herman Miller, marca distribuída em SP e RJ pela Novo Ambiente, ouviu mais de 100 mil funcionários de organizações mundiais para listar quais atividades eram consideradas “mais importantes para o trabalho”.

Os pesquisadores encontraram em nove tipos distintos de atividades relação com “colaboração/interação”, quatro destas atividades – reuniões agendadas, apresentações, videoconferências e visitas - são normalmente atendidas pelas tradicionais salas de reunião.

Curiosamente, as outras cinco atividades - colaboração em trabalhos operacionais, em trabalhos criativos, reuniões inesperadas, conversas informais com outros funcionários - representam interações que os pesquisadores consideram como “mais difíceis de se definir” por conta das “diversas necessidades espaciais”.

A análise avalia que, para essas atividades, “áreas de trabalho informais/zonas de descanso” e “uma variedade de diferentes tipos de espaços de trabalho” são “importantes elementos de um ambiente corporativo efetivo”. O estudo aponta para a necessidade de escritórios onde é possível escolher o local de permanência no trabalho conforme a tarefa em mãos. Os dois tipos de instalações mais comuns nos atuais layouts corporativos - salas de conferência e estações de trabalho -, por certo, não mais comportam a crescente demanda por ambientes diferentes para diferentes tarefas.

Observe, por exemplo, o que acontece com as tradicionais salas de reunião. Não são raras as queixas de que elas estão sempre ocupadas. Uma pesquisa de 2015 que observou as salas de 24 companhias demonstrou que elas estavam ocupadas em média por apenas 38% do tempo.

Já a Herman Miller encontrou, em dados coletados por 8 anos, uma média de dois a quatro assentos ocupados numa sala de reunião originalmente projetada para receber de 6 até 12 pessoas. Para aproveitar melhor o espaço dedicado ao trabalho em grupo e atender melhor às formas pelas quais as pessoas colaboram hoje, as organizações estão fornecendo mais, mas em tamanho menor, layouts onde os grupos podem se reunir em uma base programada ou ad hoc.

Pesquisas apontam que o tamanho ideal de uma equipe está em torno de cinco pessoas e que os indivíduos que trabalham em pequenas equipes têm melhor desempenho que os indivíduos em equipes maiores. Ao oferecer mais espaços para grupos desse tamanho, a companhia pode realmente contribuir para melhores resultados sem abrir mão do bem-estar.



Novo Ambiente

Al. Gabriel Monteiro da Silva, 683, Jd. América, S. Paulo

www.novoambiente.com

(11) 3062-3351

Compartilhe essa página
Patrocínio
Patrocínio
Apoio
D&D
Senac
Uniflex
Shopping Pamplona
Parceiro de Mídia
Globo
Folha de São Paulo
Mídia Setorial
Casa Vogue
Projeto
Mídia Digital
Oli Oli
Realização
Realização